·

Posso confessar uma coisa?
Amo todos vocês que leem, que acompanham meu blog e que o seguem.
Obrigado aos 206 seguidores pelo apoio que dão ao meu primeiro projeto!
Quatro anos de felicidade!!!




segunda-feira, 1 de março de 2010

No parque


Meu coração batia rápido. Tão rápido que me perguntava se era possível alguém ouvi-lo. Talvez eu estive entrando em uma daquelas minhas paranóias constantes de que ao falar o que sinto, riam. Eu esperava qualquer sinal em seu rosto de deboche, mas não identifiquei nada. Seus olhos estavam sérios, como nunca os tinha visto antes. A noite era propicia, a lua estava em seu alto reluzente em meio a tantas estrelas e nem se quer fazia frio, os galhos das arvores continuavam parados, esperando assim como eu, alguma reação dele.
O parque estava vazio aquela hora da noite. Meus pés iam para frente e para trás seguindo o ritmo do balanço que rangia, enquanto podia fitar o rosto de Miguel que tinha os olhos parados, sem expressão, pálido sobre a luz de um velho posto ao seu lado. Meus pensamentos estavam batalhando entre si para tentar resolver aquela situação angustiante em que me colocara. Coloquei as mãos sobre o cetim do vestido branco respirando lentamente escolhendo as palavras certas para quebrar aquele silêncio apavorante.
Me levantei do balanço parando a sua frente vendo piscar pela primeira vez desde que pronunciara aquelas palavras que me pareciam completamente inocente - eu te amo - , e que pelo visto o assustara de imediato, me mostrando que aquele não devia ser o momento certos para proferi-las. Me sentia totalmente embaraçado por criar aquela situação. Onde é que eu estava com a cabeça de dizer que o amava?
Foi então que percebi um movimento. Enfim ele voltara à vida. Suas mãos puseram-se dentro do bolso da calça e seus lábios se entre abriram como se fosse me dizer algo, mas parou. O que ele estava tentando fazer, me matar de raiva por ter dito algo sem pensar, ou simplesmente estava tentando achar as palavras certas para não me magoar como eu estava fazendo?
Recuei um passo de cabeça baixa sentindo uma brisa passar pelos meus cabelos, esvoaçando-os. Meus olhos estavam prestes a ficar marejados e não havia como para-los. Eu necessitava de uma resposta imediata e não poderia ir embora sem uma.
- Ah... Acho que esse não era o momento - pude dizer me virando de frente para o balanço segurando uma de suas correntes - , sinto muito.
- A culpa é minha. - ouvi-o dizer ao meu lado - Eu deveria ter dito isso antes. - conclui colocando sua mão sobre a minha - E você foi mais rápida que eu.
Virei meu rosto encontrando o dele a poucos centimetros do meu. Seus olhos estavam brilhando agora, tinham vida. Um sorriso apareceu em seu rosto e suas mãos acariciaram meus cabelos. meu coração batia devagar agora. Só eu podia ouvi-lo.
- Eu te amo Bruna. - sussurrou ele em meu ouvido.
________________________________________
não era para ser um conto ,mas ficou assim.
Totalemente sem inspiração.....

12 medos:

Vitória Silva disse...

Quanta coisa pode rolar no paarque, hein? hauuhahua'
Lindo texto, e não ficou mal feito!
Beijo :*

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

adorei o texto :BB

Tássia disse...

Que texto lindo!
Amei..

Chris, desculpe não ter comentado na hora, é que eu ás vezes costumo ir lá e depois comentar, mas tive que sair, por isso só voltei pra comentar agora. Desculpe mesmo, não foi nem questão de fingir que comentou viu!

Adorei seu blog, já havia visto antes, mas só tive tempo de ler agora, vou seguir!

Beijos..

Rubi M disse...

medo de sonha adorei o titulo do seu blog, seu texto super lindo , aii quem nunca viveu isso , :)))

beijo

Maisa Ferreira. disse...

"Coloquei as mãos sobre o cetim do vestido branco respirando lentamente escolhendo as palavras certas para quebrar aquele silêncio apavorante."
Lindas palavras ! *-*

beijos :*

Júlia Duarte disse...

Se isso não é criatividade, é o que então?
Lindo texto, suas palavras me tocaram. Adorei o blog, voltarei. Beijo

isabela branco disse...

não era pra er e ficou lindo assim ein? bjs :*

Thatha disse...

Adoreii o texto...parabéns vc é um OTIMA escritora..^^

Monique Premazzi disse...

Ficou lindo sim ok? Não seja bobinha menina KKKKKKKKK :D MTMT lindo aqui. xx

Beatrix disse...

coisas fofas me dão friozinho no estomago. *-*

como sempre,muito lindo.

;*

@jadeqs disse...

Nossa, gostei demais do texto e do blog. Vou passar a acompanhar, você escreve muito bem *-*
Se puder, dê uma passada no www.pateticamenteincorreta.blogspot.com :)
Amei, amei. bjs *-* Jade!

Lôoh Toledo disse...

Não era para ser um conto ams se tornou um maravilhoso Chiris eu tipo ameiii ><

ai como vc escreve bem em encanta tanto o que tu diz se eu pudesse moraria em seu blog de tão lindo que ele é ><