·

Posso confessar uma coisa?
Amo todos vocês que leem, que acompanham meu blog e que o seguem.
Obrigado aos 206 seguidores pelo apoio que dão ao meu primeiro projeto!
Quatro anos de felicidade!!!




sexta-feira, 30 de abril de 2010

Materia do ano.


Desliguei o gravador. Acabava de conseguir a matéria para o jornal da escola e já podia ver a manchete:
“Toda a verdade sobre Lucas M. o garoto novo.”
Foi assim que depois de uma longa e irritante insistência do meu ‘chefe’ que comecei a seguir e investigar, colocando a vida de Lucas de ponta cabeça para finalmente descobrir aquilo.
Era matéria do ano. Algo tão grandioso que poderia receber uma ligação do editor-chefe da redação do Times.
Tenho de admitir que não foi muito legal sair andando pelas ruas da cidade parecendo uma louca psicopata atrás dele ao me esconder atrás de lixeiras e correr procurando um táxi quando ele inventava de pegar um ônibus.
Mas, valeu a pena cada esforço, cada centavo não reembolsado, cada tarde perdida, cada aranhão até que o coloquei contra a parede e implorei que me dissesse tudo que escondia, da onde vinha, e como santo Deus ele conseguia sumir no meio da faixa de pedestres ao atravessar a rua sem deixar pistas.
― Ahn... tudo começou quando eu tinha seis anos. – Lucas começou a contar.
Fiquei chocada quando ele contou que aos seis anos descobriu quem era seu verdadeiro pai. Não era o senhor Menighine que ele tinha apresentado para todo mundo, mas alguém que até ele pensou que fosse mentira. Jack Bauer.
Eu sei isso parece loucura, porque você sempre acaba ligando o nome ao seriado 24 Horas e ao cara que você nem vê tomando água, quanto mais fazendo um filho; mas segundo Lucas nem sempre foi assim. Houve uma época que o pai era relaxado e acabou tendo um caso com uma das atrizes bonitonas, a sua mãe.
Quase pirei também ao descobrir como ele fazia para sumir no meio de uma avenida movimentada ao atravessar a rua. Formula da invisibilidade. Tudo para ir ajudar o pai no meio da tarde a desarmar uma bomba do outro lado do mundo ou para ter certeza de que ele parecia morto para viajar até a China.
Respirei fundo escutando ele falar sem parar por mais ou menos uma hora inteira, querendo pedir para ele parar de tirar uma com a minha cara, só que Lucas tinha uma foto com o próprio pai onde nós achamos ser o set de filmagens, só que na verdade é a vida real. Todas as explosões, tiros e socos são mais que reais!
Lucas parecia conturbado contando tudo aquilo. Até parecia que eu era uma daqueles detetives que colocava uma luz forte no rosto dele e o obrigava a confessar um crime. Ele balbuciava tudo fazendo gestos sem me olhar.
Com toda a certeza eu não esperava por aquilo. Na verdade eu queria escutar que ele era viciado por gibis de super-heróis, que era um nerd metido a besta que fora da escola pertencia a uma gangue de pichadores e não que ele era o filho do homem que não bebe água antes de capturar o criminoso.
Só podia fazer uma coisa:
- Me consegue um autografo? – perguntei

________________________________________
Ainda não consegui escrever um desfecho legal e descente para o adolescentes secretos

15 medos:

A. Lima disse...

é tudo muito fansasiado não? achoq ue vc misturou muita coisa ai, tem uma confusão danada com a mente do leitor...mas talento issso com certeza vc tem =)
o layout é lindooo!

Bj

Beatriz Leite. disse...

ja vi esse tema em algum lugar, o txt ta legal!

Gardenia disse...

muito criativa, adorei. Mas tem continuação ? fiquei meio confusa. :S

Aquilla Góes disse...

Eu tive que rir, sério!!! muito louco, mas ficou legal!

Naty Araújo disse...

Muito bom, Chris... a história me prendeu até o final.. Estava curiosa pra saber quem era ele e todos os detalhes.

Nos surpreendemos com as pessoas, né? E esse texto fala claramente isso.

Gostei muito.

Ahhh... vou seguir vc. Estou adorando tuas histórias.
E obrigada por comentar.. é sempre bem vinda.

Beijos.

Rafa disse...

gostei muito do texto, seu blog é MUITO lindo (:
mas tô curiosa pelo final dessa história .__.

Juh ♫ disse...

Adorei o texto!
Tou curiosa para saber o final da adolescentes secretos...

Ana Carolina Lima Da Rosa disse...

adorei :*

Carô disse...

AAHDIOSAIODASIOHDIOASD ri bastanteee, muito bom mesmo :DD

mari ebert disse...

hahha euri, adorei, achei super imprevisivel, a história do pai, do seriado, ser real. Vc tb escreve muito bem, e muito obrigada pelo elogio, concerteza eu não vou esquecer, e vc nem sabe o que representou pra mim aquele "vc escreve muito" que vc comentou lah no meu blog. Obrigada amiga, seu blog eh demais, e correção: NÓS escrevemos muito!

mari eber disse...

tinha esquecido de deixar a url do blog.

http://naoconfiebaby.blogspot.com

Isadora disse...

ha, muito engraçado! foi a ultima coisa que eu imaginei, sdaiohd
ADOREI a historia, o blog, tudo.
mas fiquei bem curiosa pra saber o final.. :/ dsoihihdsa
passa la no meu se quiser depois, beijao! http://legitimautopia.blogspot.com/

Vitória Silva disse...

esse aqui continua?
beijos.

Juh ♫ disse...

Oi, eu comentei ontem aki, agora eustou passando para fazer uma divulgação...
Meu Locus
http://meulocus.blogspot.com/

→ Visite o site e vote na enquete:
" Qual post você gostaria de ler?

VOTE!
A VOTAÇÃO ENCERRA AMANHÃ AO MEIO DIA!

Fernanda Pessanha disse...

Muito legal o texto :)