·

Posso confessar uma coisa?
Amo todos vocês que leem, que acompanham meu blog e que o seguem.
Obrigado aos 206 seguidores pelo apoio que dão ao meu primeiro projeto!
Quatro anos de felicidade!!!




sábado, 17 de abril de 2010

Trilha 2


Tudo doía. Minhas mãos estavam raladas, minhas pernas sangravam, e mal podia ver entre a folhagem que estava em meu rosto.
- Maria? - ouvia alguém gritar - Maria?
Eu tinha caído, tudo bem, sou desastrada mesmo.
Tentei me levantar retirando as folhas do meu rosto sentindo cada pedacinho latejar. Olhei em volta procurando algo para me apoiar encontrando uma pedra enorme atras de mim, onde minhas costas tinham batido, me fazendo parar de rolar barranco à baixo. Apenas consegui ficar de joelho me apoiando com as mãos na terra.
Ouvi um farfalhar de folhas e então uma mão apareceu na minha frente. A mão de Henrique estava estendida para mim enquanto seu rosto ainda franzido me fitava aterrorizado.
Segurei-me nele me levantando lentamente. Sabia que não havia quebrado ossos. Depois de anos caindo, ralando e sendo empurada é facil perceber se alguma parte de você está em pedacinhos.
- Você está bem? - perguntoi ele ao me segurar - Foi uma queda e tanto.
Passei a mão pela cabeça sentindo algo pegajoso na nuca. Olhei-a espantanda arfando vendo sangue. Minha cabeça havia sido cortada e doia ainda mais agora que havia achado o corte. meu coração estava palpitando.
Canbaleei me sentindo zonza. Agarrei na camisa de Henrique para não poder cair enquanto tampava o rosto com outra mão.
- Você não está bem. - concluiu ele me levantando - Michelle é louca e você...está sangrando! - bradou quando viu a camisa suja com meu sangue.
Me segurei nele o mais forte que pude para não cair, mas estava quase sem forças. Só agora meu corpo conseguia sentir de verdade a força do empacto. Não conseguiriamos subir sozinhos.
- Michelle. - sussurrei - Onde ela está?
- Bom, ela ficou assustada e saíu correndo. - contou me levantando. - Agora fique quieta que vou tirar você daqui.
Mas de repente o senti escorregar e caímos. De novo, escorregando o resto do barranco.
________________________________
Certo, ficou uma porcaria. Então contnua até ficar descente...

14 medos:

Raphael Trew disse...

É difícil transcrever o que lemos em nossos corações, por isto nunca ficaremos satisfeitos com o que colocamos no papel.

Estarei aqui sempre que seu coração se derramar em palavras.

Felipe disse...

Eu gostei e achei super engraçado na hora que eles caíram no barranco de novo.


Chris eu já te sigo, mas suas atualizações não aparecem. Tem alguma coisa errada ???

beijo

Monique Premazzi disse...

Nossa, Chris... você quer mata-los de tantos arranhões não é? KKKKK

Amando! Continua logo e deixe de ser boba rãm :P

Dryka Sales disse...

Perfeito aqui *-*,
me visita?
http://drykasales.blogspot.com/

beeeeeeeijos :*

Sully Sanches disse...

OMG, tadinhos ç.ç Só falta você matá-los no próximo post O_O' Calei-me :B To amando amr, parabéns! *-*

Laís Dourado disse...

OI!
Já saiu o sorteio do interativos, passa lá no http://sejainterativo.blogspot.com/2010/04/3-edicao-resultado.html !

Gêsa disse...

Sinceramente? Não há nada de porcaria nesse texto. Está muito bom!
Tô adorando acompanhar!

C. disse...

Chris, calma . você vai matar os dois . mas ta otimo \o/

Manu Lago disse...

Porcaria nada! Amei *-* Ah Chris agente sabe que voce manda bem sempre!

Emi disse...

Também gostei, não vi nada de ruim no seu conto. Continue, tô curiosa pra ver o desenrolar dessa história!
Beijos, flor!
*-*

Sara disse...

Sim, um olhar também diz mais. Amei seu blog. Já estou te seguindo.

Erica Lopez disse...

eu ri muito da Carol,UASHUAHSUAHSUHAUSHUASHUHAS'

Chris, segura a menina,daqui a pouco vs acaba com a personagem,e vai ter que contar a historia do além,se bem que não é uma má idéia *-*

Erica Lopez disse...

e você sabe que eu tive a tremenda sorte de tirar você no interativos ? *-*

então meu tema pra você é :

'' e foi a ultima vez que eu o vi ''

Thayná disse...

Muitoo perfeito a segunda parte *-* vo ta sempre aqui acompanhando!
beijos ;*