·

Posso confessar uma coisa?
Amo todos vocês que leem, que acompanham meu blog e que o seguem.
Obrigado aos 206 seguidores pelo apoio que dão ao meu primeiro projeto!
Quatro anos de felicidade!!!




segunda-feira, 28 de junho de 2010

Despedida


Era burrice. Pura burrice, repetia para mim mesma parada ali na estação de trêm em meio a multidão fechando meus punhos enquanto meus pés não obedeciam aos meus comandos. Podia sentir meu rosto ficar quente, meus olhos arderem e pessoas esbarem em mim como se não me vissem. O que havia de errado comigo? Só precisava dar alguns passos e dizer alguma coisa, qualquer coisa!!!
Naquele momento ouvi aquele barulho se aproximando, as pessoas ao meu lado correrem me empurando. Respirei fundo segurando as lagrimas retirando o capuz de minha cabeça. Era a última vez que eu ia fazer uma loucura dessas. Olhei por cima das pessoas a minha frente dando pequenos pulos avistando logo a frente da linha amarela de segurança aquela mochila que guardava o skate que dei para Murilo de presente.
Meu coração estava acelerado, estava suando tentando passar entre aquelas milhares de pessoas para chegar até ele. Ele não podia me deixar aqui, não desse jeito, sem explicação. Pisei em alguns pés sentindo-me esmagada ao cotovelar para que me dessem espeço.
O barulho ficava mais forte, rangendo o trilho, um pequeno farfalhar da buzinha e uma luzinha logo apareceria no tunel. Estava ofegando e parecia que nunca chegaria até ele. Senti meu pé ficar preso e quanto mais eu o puxava, mais o ar ia me faltando e minha visão escurecendo, perdendo Murilo de vista.
Não me lembro de ter feito nada de extraordinário naquele momento, mas no segundo seguinte meu corpo estava tão apertado que senti a necessidade de gritar, de explodir meus pulmões no ar. E nesse momento fiquei pensando, pensando no que haviam me dito: "Se um homem quer você, nada pode mantê-lo afastado. Se não, nada pode fazer ele ficar".
Vi uma brecha no chão e me sentei chorando de raiva escutando o trêm parar na plataforma e as portas então se abrirem. Só que eu estava enganada. Murilo não ia embora sem me dar uma explicação.
Ele estava ali ajoelhado ao meu lado, com uma das mãos em meus cabelos, me olhando assustado. Tudo bem, era eu quem olhava para ele assustada por estar deixando trêm partir.

16 medos:

Juh ♫ disse...

Adorei o post!
Eu até pensei em participar da edição do Silaba Tônica, mas só pro post do Bloinques já me exauiriu =D

Bjus

Nat Affel disse...

gostei muito daqui. vou voltar mais vezes *-*. to seguindo

Karla Hack disse...

Gostei da sinceridade que sai das suas palvras..
Um post fantástico!
;D

Camila. disse...

Ah, ficou ótimo o texto, boa sorte no Sílaba Tônica! Eu também vou tentar participar desse edição, mas faz um tempo que não tô conseguindo escrever nada õ/
bjs.

Tereza D. disse...

nossa mto lindo ameei *--*

AnnaJulia disse...

Ah adorei seu texto, mas eu só li o comecinho, pq eu tb to no silaba tônica e eu ainda quero lembrar de tudo q eu tenho q escrever, mas eu li uns postes antigos e adorei, maior talento!
beijos, to te seguindo!

Gabe Candido disse...

Adorei o texto. *--*
Beijos

Camila. disse...

ah, o meu outro blog estava dando problema e eu tive que excluir. Se você puder dá uma passadinha no meu novo blog:
http://algodao-doce1.blogspot.com/

xx

Marcos Lucas disse...

Simplesmente amei o texto. Você sabe passar com perfeição os sentimentos dos personagens. Parabéns

Rah C. disse...

NOOOOOOOOOOOOOOSSA QUE LINDS .-. Que bom que ele voltou e não a deixou. Tem continuaçao? *-*

Boa sorte (:
beijos

Bruuh Fevers disse...

Sérioo,adorei esse texto!!
Boa sorte para você no sílaba tônica!!Com certeza você tem mooointa chance!!

Se você estiver afim de ver as peças de roupas mais bonitas do mês acessa meu blog!!Se gostar comenta.
http://imodelblog.blogspot.com/

Bjs,Bjs!!Adoro seu blog

belw disse...

Nossa, parecia que era eu na história, sério, me envolvi qw
E essa frase que você usou como base é triste mas é verdade :f
Enfim, amei aqui, você escreve muito bem *-*

Wander Shirukaya disse...

O tal do amor é um danado mesmo. ^^

Taynara Ambrósio disse...

aaaaaaaaah, super lindo flor, boa sorte. *-*

A! disse...

Gosto do jeito que você passa sentimento :D

Christine Wengrzynek disse...

Ain! Que lindo *-* Você escreve demais ;D