·

Posso confessar uma coisa?
Amo todos vocês que leem, que acompanham meu blog e que o seguem.
Obrigado aos 206 seguidores pelo apoio que dão ao meu primeiro projeto!
Quatro anos de felicidade!!!




domingo, 25 de julho de 2010

Décimo Quinto


Acho que esse é o décimo quinto texto que começo a escrever com o mesmo intuito a fim de mostrar a mesma coisa e chego ao final sem saber direito se realmente consegui o que queria.
Pode parecer muito mais fácil escrever sobre algo que aconteceu para que se possa transmitir o que se sente em vez de falar. Eu prefiro dizer, porque estou a exatamente quatro horas olhando para tela do computador dedilhando o teclado em busca das palavras perfeitas para que você possa ver com meus olhos tudo àquilo que aconteceu em um único fim de semana.
Mas essa missão não obteve sucesso até agora. E eu sei que é porque é pra você, e é você que tem que gostar disso especialmente sem achar alguma coisa errada no meu ponto de vista.
Queria dizer que você está meio certo. Quanto aquele dia durante o jogo, não foi exatamente ali, naquele instante que tudo em si começou.
Sinto que você vai querer me matar, mas quando você chegou a me perguntar se eu havia percebido que você estava me observando durante aqueles dias e eu disse que não, era apenas um jeito de prolongar a conversa. Eu havia percebido que você me observava desde sexta à noite quando resolveram fazer aquela 'visitinha' no meu quarto e o Erick ficou falando besteira. E ainda na manhã seguinte quando acabou virando babá.
É esquesito, mas parecia que você estava tentando me proteger ou algo parecido daquela peste que insistem de chamar de criança.
O que você realmente não sabe é que durante aquele momento em que você aceitou a minha Passatempo se não apanhava, é que pude confirmar o que estava imaginando a tarde toda.
Mas para mim, isso não está perfeito. Não é ainda isso que quero poder mostrar aqui. Não é algo que teve aprovação do meu coração, porque dependendo do jeito que você interpretar, vai acabar ficando magoado. E estou buscando aquela sensação de felicidade que tenho a cada fim de texto, e sei que ela só vai aparecer depois que você disser o que achou de verdade.

10 medos:

Helen Karoline disse...

Acredito que isso aconteça com muitas pessoas, as palavras perfeitas sempre fogem quando menos devem. Isso vive acontecendo comigo e aí não fica bem claro tudo o que queremos passar pra pessoa. Torço pra que a pessoa pra quem você escreveu esse texto lindo entenda realmente o que você deseja passar.
Seu blog tá cada vez melhor hihi adoro aqui *-*
Beijos Chris :*

Isadora disse...

isso é horrivel.. sei bem como é. as palavas certas sempre faltam na hora errada.. é brabo.
lindo texto, beijao ;*
http://legitimautopia.blogspot.com/

Papéis ONline disse...

è muito ruim quando algo assim nos assola...
Parece que o silêncio já não se presta e nem vale...
Belo texto!
;D

Monique Premazzi disse...

Eu também varias vezes fico tentando encontrar palavras perfeitas, mas sempre dizem que as melhores sao aquelas quem saem direto do coração e não as inventadas. Amei o texto, amiga. Ficou lindo! E obrigada pelo selinho, own <3

p.s: Imagina meu lindo com orgulho de mim? Aposto que ele iria rir da minha cara, do jeito que ele é idiota KKKKKKKKKKK nnnn Que bom que gostou do texto, Chris *-*

Jéssica disse...

Muito bonito o seu texto, é as vezes quase impossível encontrar as palavras que possoam explicar o que sentimos até porque as vezes o que sentimos é tão complicado para ser interpretado quanto mais expressado em meras pelavras...

Carolina Hermanas disse...

Eu ameeeei o texto.Também varias vezes tentei escrever as palavras certas para as pessoas,mas não consegui.Isso é completamente normal.Culpe seu heart :)

-

Beeeijinhos!

Franciele Valadão disse...

É bem triste. E isso de tentar escrever e não conseguir, acho que acontece com todos, o que nos resta é seguir em frente. Beijo!

Gabe Candido disse...

Lindo texto. *-*
Bjs

Jorge Lima disse...

Doce o texto meio tristonho. As palavras sempre nos foge!

Camila Oliveira disse...

é vdd , as palavras sempre foge, com medo do que os outros vão pensar, se seremos aprovados ou não > < '